Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 28.mar.2017, Atos 22

E ele disse: O DEUS de nossos pais de antemão te designou para que conheças a Sua vontade, e vejas aquELE Justo, e ouças a voz da Sua boca.
[Atos 26.16; 1Coríntios 9.1; 15.8]
Porque hás-de ser Sua testemunha para com todos os homens do que tens visto e ouvido.
[Atos 1.8; 23.11; 4.20; Lucas 24.47-48; João 15.27]
E agora porque te deténs? Levanta-te, e baptiza-te, e lava os teus pecados, invocando o nome do SENHOR.
[Atos 2.21,38; Hebreus 10.22; 1Coríntios 6.11]

[036550]

janeiro 25, 2014


Estar nas igrejas e não pertencem ao corpo de CRISTO!!

[026342]

Contexto em 1Coríntios 12:

"Ora, vós sois o corpo de CRISTO, e seus membros em particular."

Alguns, não poucos, têm submetido a teste o beneplácito de DEUS para com todos nós, pecadores.

Milhares de milhares têm se firmado em homens religiosos (as lideranças eclesiásticas, tais como pastores, bispos, padres, médiuns, apóstolos, reverendos, missionários), andando cegamente conforme tudo quanto lhes ensina;

A grande maioria dos que frequentam o sistema religioso (lugares apelidados de 'igrejas' e instituições) são como CRISTO asseverou em Marcos 4, por que recebem a Sua Palavra como a semente que caiu entre espinhos, visto que, os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando neles, sufocam a Palavra, e fica infrutífera;

A grande maioria dos que frequentam o sistema religioso são acérrimos defensores da letra, menospreza aos que não frequentam 'templos' de instituições apelidadas de igrejas, afectando grande piedade e santidade;

Pertencer ao corpo de CRISTO vai muito além do que apenas frequentar um lugar apelidado de 'igreja';

A verdade pelo testemunho do evangelho descrito pela Palavra de DEUS [contida na Bíblia], certifica que os discípulos e seguidores de CRISTO, convertidos ao entendimento, tanto em o tempo do Novo Testamento quanto neste presente século, são ensinados por DEUS [João 6.45], e a unção que recebem fica neles, e não possuem necessidade de que alguém (lideres religiosos) os ensine; mas, como a unção do ESPÍRITO SANTO os ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela os ensinou, assim nELE permanecem [1João 2.27], e por assim viverem, perseveram em:

  • não se permitir em este ou aquele ser como melhor ou maior que a outrem, mesmo possuindo título eclesiástico ou cursos teológicos, PhD, doutores em divindade, vasto conhecimento bíblico [Lucas 22.26]; 

  • não se dividir ou apregoar denominações ou agremiações e instituições religiosas [1Coríntios 1.12,13];   

  • não sentir a necessidades de levar recursos financeiros e entregá-los nas mãos de religiosos, não aceitar a barganha, a libertinagem avarenta em usar versículos bíblicos para se manter instituições religiosas, seus fundadores e suas proles [1Coríntios 15.19]; 

  • não difundir a necessidade de autoridades eclesiásticas com suas patéticas coberturas espirituais, e muito menos para ministrar cultos ou reuniões [1Coríntios 14.26]; 

  • difundir que a comunhão está em CRISTO e não por frequentar lugares apelidados de igrejas [1Coríntios 1.9];   

  • não se preocupar com a construção de templos [Atos 17.24], por que as reuniões são em CRISTO [Mateus 18.20] e em qualquer lugar, não por estar em um local supostamente santificado com nome de 'igreja';   

  • não usar vestes religiosas, as tais estolas e batinas e mantos como símbolo de santidade e separação de obreiros [Romanos 12.5], e abominam unções (e consagrações) de homens e mulheres religiosos que usam de tal artificio para perpetuarem seus cargos;   

  • não buscar os melhores lugares nas reuniões ou destaque [Mateus 23.6];   

  • não realizar campanhas, coreografias, danças, não formar cantores e corais para cantorias chamadas de "adoração", DEUS é ESPÍRITO, e importa que os que O adoram O adorem em espírito e em verdade [João 4];   

  • sentir que a necessidade de 'congregar' [Hebreus 10.25] é pertencer a Igreja de CRISTO e não por ir a um lugar com apelido de 'igreja';   
  • criticar e julgar conforme ordenado por CRISTO [João 7.24] as atitudes das lideranças eclesiásticas [Mateus 23] e a todos quantos os seguem e vivem pela religiosidade; 

  • estar firmes na liberdade com que CRISTO os libertou, e não tornar a se colocarem debaixo do jugo da servidão de homens religiosos, as lideranças eclesiásticas [Gálatas 5], se afastar de crendices, sofisma, dogmas, legalismo que os próprios lideres religiosos condenam e praticam, por que são amantes de si mesmos;
  •  
    Por todo o exposto, ainda o apóstolo Paulo adverte em Romanos 2, aos que a si mesmos se exaltam e se firmam apenas na 'igreja instituição' e suas lideranças, que não compreendem quão paciente DEUS está sendo.
    Ou então, não se incomodam com isso.
    Não vêem que ELE tem esperado todo esse tempo sem castigá-los, a fim de dar tempo para que abandonem a religiosidade firmada em preceitos, doutrinas e  vã filosofia de homens;
    Sua bondade tem a finalidade de levá-los ao arrependimento e não ao convencimento.

    Porém, não querem ouvir; assim, com isto, estarão guardando um castigo terrível para si mesmos, devido à teimosia em recusa a abandonar suas vontades carnais e terrenas;
    Pois, virá o dia da ira, quando DEUS será o Justo Juiz.
    ELE dará a cada um o que suas obras merecerem.


    Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
    Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


    .

    janeiro 18, 2014


    Sou desigrejado e não deixei a Igreja de CRISTO,
    apenas emancipei da instituição religiosa apelidada de ‘igreja’.

    [026262]

    As lideranças eclesiásticas [pastores, bispos, missionários, reverendos, apóstolos, dentre outros] têm se firmado em forjar mentiras (inclusive, usando versículos bíblicos) sobre os desigrejados, como que estão deixando a imaculada Igreja de CRISTO.

    As lideranças eclesiásticas são homens religiosos, corruptos de entendimento e repletos de conhecimentos bíblicos, manipulam as teologias ao bel prazer, e como possuem um enorme medo, pavor, temor dos desigrejados, querem a todo custo menosprezar-nos com índole perversa, maquinam textos diabólicos, elaboram mensagens facínoras como se os desigrejados fossem inimigos, pessoas da pior espécie, de mal caráter.

    As lideranças eclesiásticas são asquerosos, medíocres, mesquinhos que veem nos desigrejados um grande impedimento aos seus ideais materialistas, aos seus enseios religiosos estribados na crendice mesclada ao argumento capcioso com que se pretende enganar dando aparências de verdade na alegação e afirmação categórica que se sabe ser falsa, tentando em sucessivos insucessos fazer calar aos arautos da Palavra de DEUS, os desigrejados.

    E quais os motivos que levam as lideranças eclesiásticas a quererem se opor aos desigrejados??

    Simples, em função dos desigrejados (constrangidos pelo evangelho) lhes resistirem; por que as lideranças eclesiásticas gostam de privilégios, querem merecimentos por suas supostas vocações religiosas, são autoritários, conversam aos berros, denigrem a todos quanto estiverem em seus caminhos, são de línguas torpes, gananciosos, amantes de si mesmos, querem se opor com unhas e dentes, chegando a se descabelarem entre palavras fúteis, valorizam o que é considerado superficial, inútil ou apenas material, são autoridades frívolas, são instáveis, volúveis ou mudam facilmente de ideias, quando estas lhes favorece de maneira financeira = INCONSTANTES.

    A cada dia, os que não frequentam lugares apelidados de 'igrejas' (igreja instituição), os desigrejados, somos testificados pela Palavra de DEUS e pela convivência com os que são atingidos pela unção do ESPÍRITO SANTO; mesmo por que, nos emancipamos das chamadas 'igrejas', os locais ou lugares apelidados erroneamente de 'igrejas', as tais *instituições religiosas criadas e fundadas por homens, ou por melhor e cristalino dizer, os desigrejados, nos tornamos ou ficamos dependentes apenas de CRISTO = LIBERDADE; livrando-nos do poder pátrio de senhorios religiosos [pastores, bispos, missionários, reverendos, apóstolos, dentre outros], das tutelas da religiosidade de homens corruptos, mercenários.

    * instituições religiosas criadas e fundadas por homens são as igrejas católica e evangélicas, tipo a Renascer, a Deus é Amor, as Assembléias de Deus, a Universal dividida para a Internacional da Graça e subdividida para a Mundial, as Batistas, e mais umas milhares de outras placas (leia Partindo o bolo da Fé Nomeada e Denominada!), entidades espiritas, enfim, o sistema religioso como um todo e suas religiões.

    Pois bem, listamos alguns dos pormenores que ridicularizam e mostram os enganos das lideranças eclesiásticas, quais sejam:

    • Não há, pela Palavra de DEUS, obrigatoriedade de se estar dentro de uma estrutura religiosa, instituição criada e fundada por homens, templos de igrejas, católica e evangélicas e outras; os desigrejados não possuem estruturas materiais, porquanto não pregamos sobre os famigerados e enganadores dízimos, que são usados indevidamente para se erguer impérios e fortunas; não precisamos estar dentro de prédios, entre paredes, para sermos ouvidos por DEUS, afinal, ELE não habita em templos feitos por mãos de homens [Atos 17.24]
    • Os discípulos de CRISTO, como os desigrejados, não apregoam placas de denominações religiosas, pois, todos somos de uma mesma Igreja a saber, a orgânica, pura, imaculada, santa, sem paredes, a de CRISTO, não de homens (instituições religiosas citadas acima);
    • Todos os que professam a CRISTO são livres para adorar, não há imposição na Palavra de DEUS sobre locais para a adoração, a ordenança de nosso SENHOR e SALVADOR é na exortação de que o PAI procura os adoradores, DEUS é ESPÍRITO, e importa que os que O adoram O adorem em espírito e em verdade [João 4], simples assim!!

    Portanto, não se deixe enganar pelas lideranças eclesiásticas, a maioria quer lhe fazer de presa em financiador ou mantenedor de instituições e de suas proles, com vãs sutilezas, doutrinas espúrias, ensinamentos ilegítimos, que não são como nos ensina o AUTOR e CONSUMIDOR da fé [Hebreus 12], são CONTRAFEITOS, FALSIFICADOS, estranhos à boa linguagem, contrários aos estatutos e juízos divinos, ILEGÍTIMOS, ILÍCITOS, INOPORTUNOS, imundos, espurcos.

    Para que a prova da nossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de JESUS CRISTO pelo entendimento e não por particular interpretação bíblica, para glória de DEUS, o número de desigrejados vem crescendo dia após dia, hoje envolve cerca de 4,5 milhões de crentes no Brasil, já é objeto de estudos, inquieta as lideranças eclesiásticas e faz pensar sobre o futuro da igreja instituição. Não estamos sozinhos, vivemos em comunhão, em CRISTO!!

    Ore, vigie, leia a Bíblia e permita a DEUS lhe ensinar, não homens religiosos, pois, está escrito nos profetas: "E serão todos ensinados por DEUS. Portanto, todo aquele que do PAI ouviu e aprendeu vem a mim" [João 6]!!


    Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
    Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


    janeiro 11, 2014


    Enganos, isto é vivenciado nas 'igrejas'.

    [026179]

    Contexto em 2Pedro 1:

    "Quando lhes demos a conhecer a poderosa vinda do nosso SENHOR JESUS CRISTO,
    não seguimos fábulas engenhosamente inventadas.
    "

    Esta é uma questão que muitos tentam se esquivar em aceitar, mas, as instituições religiosas apelidadas de 'igrejas' têm, vez por outra, ou quase sempre (se não é que seja sempre), feito e transmitido há décadas, ensinos que não compatibilizam com a Palavra de DEUS [contida na Bíblia];

    Ora, o contexto de 2Pedro 1 é enfático em testificar sobre a pregação do evangelho, puro, simples, cristalino e objetivo, qual seja, o anúncio da salvação na pessoa de nosso SENHOR e SALVADOR JESUS CRISTO pela ação, unção do ESPÍRITO SANTO, nada mais!!

    Entretanto, já nos tempos dos idos quase 2mil anos atrás (como desde os primórdios da humanidade), se apresentam ao povo, homens religiosos dissolutos e maus, amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, ingratos, profanos, que se louvam a si mesmos, muitos camuflados com títulos eclesiásticos, tais como, pastores, padres, médiuns, bispos, missionários, apóstolos, patriarcas, reverendos e qualquer outro de elaboração e imposição fraudulenta;
    E, a palavra divina diz destes que se medem a si mesmos, e se comparam consigo mesmos, que estão sem entendimento.

    Sem dúvida alguma, nos testifica a Palavra de DEUS [contida na Bíblia] que os ensinos das instituições religiosas apelidadas de 'igrejas' não condizem com a sã doutrina (pela mesma critica e repreensão de CRISTO aos religiosos escribas e fariseus em Mateus 23), pois quê, estes ensinos são embasados em:
    ‡ - fantasias religiosas (tais como, conversas com demônios, com pessoas mortas); 
     - modismo (idiotismo de linguagem, com que se apreciam em parecer "santo");
    ‡ - fundamentalismo (conjunto próprio de diretrizes tradicionais, "fundamentos", defendendo-as de forma absoluta, coisas como vestimentas religiosas tipo estolas, usos e costumes em roupas, jóias, cabelos/barba, dízimos); 
     - legalismo (sempre é algo pela metade; em geral se escolhe um ponto que está disposto a observar e guardar, e então se apóia na pressuposta observância dessa lei e negligencia a comunhão com CRISTO); 
     - rituais e cerimônias adversas, em oposição, à Palavra de DEUS [contida na Bíblia].

    E neste ínterim, os religiosos com seus títulos pomposos eclesiásticos, criaram a exclusividade em ser eles próprios os plugs (tomadas  de ligação) entre DEUS  e  os homens, interrompem a execução ou o funcionamento das coisas de DEUS, inspirados pela religiosidade redigem por aqueles a quem incumbem, fazer pessoas incautas e inconstantes, evangélicos e outros, presas suas, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo CRISTO;

    As instituições religiosas apelidadas de 'igrejas', pelas lideranças eclesiásticas, absorvem e interrompem de forma predatória o entendimento de seus frequentadores e membros com teologias, que não ensinam nada da parte de DEUS, antes são absolutas em se fundamentar nas divisões (criando diversas denominações evangélicas e  as demais doutrinas religiosas); pelos aspectos teológicos se apresentam várias faces, opostas e diferentes, por estas teologias se especializam seitas, heresias, crendices, sofisma (argumento capcioso com que se pretende enganar), dogmas, e por fim a apostasia.

    Porquanto, o apóstolo Pedro nos diz que as Escrituras nos transmitem CRISTO, e homens religiosos de títulos eclesiásticos transmitem fábulas e teologias, mesmo por que, as teologias nada mais são que estudos que os homens elaboram, criam, estabelecem por vontade própria daquilo do que eles acham quem seja e qual seja a vontade de DEUS, portanto, não é propriamente o que seja a Verdade sobre o CRIADOR.

    Todo o exposto é notório, de modo cristalino a que todos possam testificar, e quem se disser contrário, realmente não experimentou a verdadeira conversão, porém, tornou-se convencido.

    E tudo isto acontece porque a fé não é de todos [2Tessalonicenses 3].·.


    Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
    Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


    janeiro 04, 2014


    Alguns discípulos testemunharam CRISTO ressurreto, duvidaram.
    Que diremos dos que buscam aos lugares apelidados de igrejas??!!

    [026095]

    Contexto em Mateus 28:

    "E os onze discípulos partiram para a Galiléia,
    para o monte que JESUS lhes tinha designado.
    E, quando O viram, O adoraram;
    mas alguns duvidaram.
    E, chegando-se JESUS, falou-lhes, dizendo:
    É-me dado todo o poder no céu e na terra.
    "

    É de certa forma incompreensível, ou, difícil de entender, quando meditamos em esta passagem bíblica, a qual testifica que discípulos mesmo tendo presenciado nosso SENHOR ressurreto, alguns duvidaram, indiferente ainda em terem convivido com milagres e compartilhado dos ensinamentos de CRISTO, in loco.

    E, por que fazemos referência dos que buscam e frequentam lugares apelidados de 'igrejas', a igreja instituição?

    Simples!!
    Afinal, a maioria que invariavelmente não deixam de ir amiúde, frequentemente, muitas vezes, nestes locais, por vezes, e quase sempre (se é que seja quase) defende a unhas e dentes estes espaços, não aceitam que seus lideres sejam criticados, apoiam sobremaneira suas atitudes e discursos religiosos, seguem cegamente tudo quanto as lideranças eclesiásticas anunciam nos patamares elevados (que chamam em erro e engano de "altar");

    Muitas das vezes, dizem que estamos generalizando, mas, toda exceção tem sua regra (nem sempre)!!

    Com base nos discípulos incrédulos, notamos que os frequentadores, membros da igreja instituição (igrejas evangélicas, arraiais e comunidades evangélicas, católica, e tantas outras) possuem a mesma incredulidade com referência a CRISTO, por que demonstram seus conhecimentos e debates e ensinos baseados unicamente em seus lideres, homens religiosos, não aceitam que se faça julgamento segundo a reta justiça [João 7.24], criticam de forma arbitrária e até chegam (inclusive pastores) a agredir por nossas intervenções e postura de não aceitarmos as esdrúxulas e patéticas ações anti bíblicas que praticam; e por assim dizer:

    # os evangélicos, em sua maioria, vivem de ensinamentos oriundos da igreja mãe, a católica, acreditam somente em seus lideres, agarram com amor supremo o prédio (templo) com nome de 'igreja', procuram barganhar com DEUS e (requerendo) vivem para receber (supostas) bênçãos terrenas, desprezam a promessa de uma vida vindoura, a vida eterna [1João 2.25]
    # os católicos, mesmo tendo em suas Bíblias, no livro Sabedoria (cap. 13), a expressão: "Infelizes aqueles que depositam a esperança em coisas mortas, e invocam como deuses as obras de mãos humanas: coisas de ouro e prata, trabalhadas com arte", ainda assim, depositam confiança em pessoas que já morreram (como, por exemplo, Maria) e em suas imagens de escultura; lembrando que para eles, CRISTO ainda está crucificado;
    # os espíritas, por sua vez, dizem ouvir (enganam a outrem) e acreditam em pessoas mortas; 
    # e muitos outros do sistema religioso por aí afora...

    É, sem dúvida alguma, que dizemos respaldados pela Palavra de DEUS [contida na Bíblia], que os locais apelidados de 'igrejas' (igreja instituição, as instituições religiosas, e tudo quanto há imposição humana, religiosa) sendo lugares onde há defunção, ou, espaços que fabricam morte espiritual de pessoas;

    Ora, se alguns dos próprios discípulos que viveram e testemunharam a ressurreição de CRISTO, apesar disto, duvidaram, que diremos, pois, destes que não vêem ao SENHOR e se permitem em acreditar em tudo, tudo mesmo, o que dizem homens com títulos eclesiásticos, religiosos [pastor, bispo, padre, apóstolo, missionário, médium, reverendo]; os evangélicos e tantos outros acreditam fielmente nas lideranças eclesiásticas com suas crendices, fundamentalismo, legalismo, sofisma, dogmas, como que precisam ver, apalpar alguém ou algo para terem fé??

    Pois quê, vivem e aceitam atitudes e discursos carnais, que se conformam com códigos, rituais, regras, com propósitos a exaltar às pessoas, como seus lideres que se exaltam a si mesmos, querem e requerem merecimentos, necessitam ganhos de méritos, em detrimento a glorificar a DEUS, menosprezando o que importa, que CRISTO cresça e nós, diminuímos.

    Muitos se dizem convertidos, porém, vivem pelo ensino da submissão a lei (mosaica; em rituais, cerimônias, vestimentas, dízimos), desprezam o sofrimento vicário de CRISTO, renegando a salvação pelo FILHO de DEUS, na intervenção da suposta salvação pela lei oriunda de suas lideranças eclesiásticas!!



    Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
    Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.