Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 06.ago.2017, João 6

Disse-lhes pois JESUS: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu;
mas Meu PAI vos dá o verdadeiro pão do céu.
[Êxodo 16.4,8; Salmos 78.23; João 1.9; 6.33,35]
Porque o pão de DEUS é aquELE que desce do céu e dá vida ao mundo.
Porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
[João 6.50; 1João 1.1-2]
Disseram-lhe pois: SENHOR, dá-nos sempre desse pão.[João 4.15; Salmos 4.6]
E JESUS lhes disse: EU SOU o pão da vida; aquele que vem a MIM não terá fome;
e quem crê em MIM nunca terá sede.
[Mateus 11.28; João 5.40; 6.41; Apocalipse 7.16; Isaías 49.10; 55.1-3]

[037730]

fevereiro 12, 2012

Ser desigrejado é por estar magoado, ou ser expulso de instituição com placa de igreja??

[12240]

Não!! De forma nenhuma.
Antes, muitos dos que não frequentam as instituições religiosas com placas de igrejas tiveram o entendimento pelo Espírito Santo que não é necessário estar dentro de um “templo” para se adorar e servir a Deus em espírito e em verdade; que não é necessário estar dentro de um “templo” para ter comunhão ou reunião entre os irmãos em Cristo;

Não há nenhum relato bíblico que testifique da necessidade de se criar ou fundar uma instituição religiosa com placa de igreja.

A Igreja, santa, pura, imaculada, foi edificada por Cristo [Mateus 16]!

Quase sempre em minhas discussões, a maioria dos pastores querem insinuar que sou frustrado, machucado, rancoroso com algum lugar com placa de igreja, ante a minha postura de combater o sistema religioso; porém, não sou rancoroso ou magoado, não fui machucado, não fui expulso de nenhuma instituição com placa de igreja!!

Os fóruns que tenho criado, todos comentários que tenho elaborado, em sua totalidade, estou defendendo a simplicidade do evangelho de Cristo, exorto sobre a salvação, admoesto que as dádivas sejam aos pobres e necessitados e não para os cofres de ministérios e bolsos de ministros; afirmo com base bíblica que homens (e seus títulos religiosos) estão deturpando a Palavra de Deus.

Mesmo por que, “nada podemos contra a verdade, senão pela verdade” [2Coríntios].

Ainda, existem duas passagens bíblicas que precisamos com urgência meditar e pedir entendimento ao SENHOR DEUS em Sua infinita misericórdia e vontade, para não sairmos defendendo tudo o que aparece pela frente e diz que é de Deus!! (Lembremos que, obra por obra, os espíritas e católicos fazem muitas, mas, muitas mais que os evangélicos!!!):

Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?” [Mateus 7]

Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos” [Mateus 22].

(É importante inserir estes versículos em seus contextos, para depois não dizer que usamos versículos isolados).

Entendam que nós desigrejados, não somos contra os lugares com placas de “igreja” realizarem a obra de Deus, e realizar a obra de Deus não é estar dentro de uma igreja ou instituição religiosa com placa de igreja, realizar a obra de Deus é viver e praticar Mateus 25.31-47, pois, dar um prato de alimento ao necessitado é muito mais agradável aos olhos do Senhor, ao invés de dar todo salário para abastecer os cofres das instituições igrejas negando, assim, a eficácia do amor pregado por Jesus em todos as passagens em o Novo Testamento...

Infelizmente, muitos intitulados “pastores” querem nos subjugar, dizendo que somos contra todas as instituições religiosas com placas de igrejas, pois nelas, estes religiosos profetizam, ensinam, realizam maravilhas pelo nome de Jesus, e não é isto que somos contrários, mas, combatemos e iremos combater aos que usam do episcopado e em especial aos que usam de títulos para tentar mostrar que são enviados(??) de Deus!!

A questão da mentira dos dízimos nos lugares com placas de igrejas está relacionada ao que há homens que começam tão bem na carreira ministerial [Efésios 4.11] e, depois pegam atalhos para satisfazerem seu egoísmo; estes tais, deixam de servir a Deus e servem agora a Mamon, por isso pedem tanto dinheiro. Pregam a fé, mas não têm fé para deixar que Deus supra as necessidades da Sua obra, mas, a ocasião própria, criam e fundam os chamados ministérios com placas de igrejas e dizem em raciocínio capcioso, feito com intenção de enganar em serem obra e casas de Deus.

Inventaram a tal da "unção financeira" que é moda em quase todas as instituições com placas de igrejas, mas, desconheço qualquer base bíblica que dê sustentação para tal artimanha!! Quando Deus disse que derramaria poder, ou seja, unção, isto seria para a proclamação da simplicidade do evangelho de Cristo, para salvação de almas.

Jesus não ensinou, nem nas entrelinhas, este tipo de abordagem por quem se diz ser de Deus, ao contrário esvaziou-se de Sua glória, nasceu em uma manjedoura, não tinha onde reclinar a cabeça, tinha prazer de ensinar a Palavra nos lugares mais simples onde todos podiam se achegar e ouvir sem ter que "pagar" por isso; não vivia de requintes e luxo, sofreu fome, escarnio, agressões físicas, morte terrível na Cruz, e o que colocaram em Sua cabeça não tinha valor precioso nem roupas requintadas, mas, uma coroa de espinhos;

Jesus não deixou ensinamento sobre a aquisição de veículos para transportes com a dinheiro de ofertas (ou dízimos), por que a Sua vontade está em que tenhamos contatos com as pessoas em nosso dia a dia, por todos os lugares em que passamos (e não que as pessoas vão aos templos religiosos), mas, recebendo a virtude do Espírito Santo, que vindo sobre nós, sermos testemunhas do Seu próprio poder até aos confins da terra...

... como crentes, professos ao Senhor Jesus, não podemos estar receosos em nos firmar pela Verdade, mesmo que fiquemos sozinhos!!


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses da Igreja que Cristo edificou.

.

Nenhum comentário: