Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 22.mai.2017, Amós 3

Certamente o SENHOR JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado o Seu segredo aos Seus servos, os profetas.
[Gênesis 6.13; 18.17; João 15.15; 1Reis 22.19-23; 2Reis 3.17-20]
Bramiu o leão, quem não temerá? Falou o SENHOR JEOVÁ, quem não profetizará?
[Jeremias 20.9; Atos 4.20; Amós 1.2; Jó 32.18-19]

[037230]


dezembro 07, 2012

Deus não está nas “ igrejas ”

[20340]

Quando se medita na Palavra de Deus [contida na Bíblia], Ela nos testifica que os religiosos sempre foram contrários aos que apresentam as verdades absolutas.

Não precisamos ficar surpresos por tanta apostasia em nosso tempo.

O relato bíblico de Atos 7, dá ênfase de como os religiosos agiam, com ranger de dentes, por exemplo, apedrejaram a Estevão, em função deste interpor-lhes a verdade de Deus e afrontando, disse: “Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo”.

E como aqueles religiosos de outrora, os de nosso tempo [pastores, bispos, missionários, apóstolos, reverendos, padres, médiuns, blá, blá, blá] também se enchem de ira quando afirmamos sobre a verdade, e o que tanto lhes incomoda é certificamos que os lugares apelidados de “igrejas” nada são!!!
Lugares apelidados de “igrejas”
1 igreja instituição, igreja física
2 instituições religiosas com placas de “igrejas”
3 denominações ou congregações ou comunidades evangélicas
4 igrejas evangélicas, católica
5 sistema religioso, cristianismo, religiões

E é neste sentido, pela unção do Espírito Santo, afirmamos categoricamente que Deus não está nas “igrejas”; o próprio Estevão consolida nossa afirmação em sendo testemunha de Deus ao proclamar:
o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens
[Atos 7.48]

E qual fundamento em dizer que Deus não está nas “igrejas”??
Simples. Pelo fato de que o evangelho como nos é apresentado pela Palavra de Deus [contida na Bíblia] foi adulterado pelos liberais religiosos, em especial, os chamados evangélicos, que acoplaram os fundamentos católicos aos seus ensinos errôneos da Palavra e tornaram-se espiritualmente subversivos.

Deturpando o amor de Cristo por nós na cruz do Calvário, as lideranças evangélicas com suas mensagens de autoajuda, desenvolveram a suposta barganha com Deus dizendo haver bênçãos pela entrega de dinheiro em suas instituições religiosas apelidadas de “igrejas”, iludem no charlatanismo de que pessoas precisam da patética cobertura espiritual dos religiosos [pastores, bispos, missionários, apóstolos, reverendos, padres, médiuns, blá, blá, blá], induzem pessoas ao erro de que Deus somente está nas “igrejas”...

Nada há que se oponha em as pessoas se reunirem nos lugares apelidados de “igrejas”, entretanto, a Palavra de Deus [contida na Bíblia] é fiel em expressar que Deus não habita ou não está em lugares, mesmo em prédios chamados de templos; o testemunho bíblico é decisivo e categórico, Deus está nas pessoas, nos professos em Cristo como Senhor e Salvador.

Aliás, serem frequentadores ou membros de lugares apelidados de “igrejas” ou serem evangélicos, em nada há na Palavra de Deus que faz destas pessoas possuidoras do Espírito de Deus; estas pessoas distorcem a visão da Igreja, por que acreditam que a chamada “igreja” seja um salão cheio de pessoas...

Entretanto, a imagem que temos pela Palavra de Deus quanto a Igreja [a Ekklēsia] é uma Família, da qual, bem ajustada e comprometida com os argumentos divinos, unida, são pessoas contempladas a buscar e adorar a Deus, em espírito e em verdade, partindo a pão entre si, compartilhando de suas dádivas com os menos favorecidos; estas têm Deus, Deus está presente em seus corações.

Um exemplo clássico da verdadeira Igreja, a Família de Deus, pela Palavra de Deus contida na Bíblia está em Atos 4, e “era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns”...

Mais precisamente, testifica-nos a Palavra divina que os crentes [a Ekklēsia] vendiam suas propriedades e pelo dinheiro alimentavam os mais pobres...

Erroneamente, as “igrejas” modernas (lugares apelidados de “igrejas”), tiram o dinheiro de pessoas mais pobres e humildes para a compra de bens materiais, lotes e construções de salões,  de mega e luxuosos recintos religiosos; definitivamente, Deus não está nas igrejas”!!


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.


.

Nenhum comentário: