Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.jun.2017, Hebreus 4

Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, JESUS, FILHO de DEUS, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
[Hebreus 6.20; 1.2-3; 8.1; 9.24; 10.12]
Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
[2Coríntios 5.21; João 8.46; Hebreus 7.26; 2.17-18]
Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.
[Efésios 3.12; Filipenses 4.6-7; Êxodo 25.17-22; Levítico 16.2; 1Crônicas 28.11]

[037408]

junho 24, 2013

Entregar dinheiro (de qualquer forma) em ‘igrejas’ e esperar bênçãos de DEUS é tolice

[23598]

Milhares têm seguido os ensinamentos das ‘igrejas’, quanto às contribuições que se fazem aos cofres eclesiásticos, sejam em forma de dízimos, ofertas, voluntárias, alçadas ou obrigatórias, sejam por medo ou por ignorância;

Os ensinamentos vorazes baseando-se nas coisas passadas que não se firmam pelas futuras, os quais não servem de exemplo e sombra das coisas celestiais, mas, são os ensinamentos do devorador cabresto dizimista.

“Igrejas” não são obra de DEUS, são:
1 Lugares apelidados de ‘igrejas’, igrejas regulares, igrejas físicas, igreja instituição;
2 Instituições religiosas com placas de ‘igrejas’; Denominações;
3 Igrejas e comunidades, congregações evangélicas, católica;
4 Sistema religioso que implica aos templos o nome de ‘igrejas’.
Entretanto, não há respaldo bíblico e muito menos ensino de nosso SENHOR e SALVADOR JESUS CRISTO de que se deva assim proceder, ou seja, CRISTO não ordenou a ninguém que contribua para lugares apelidados de ‘igrejas’ e muito menos ordenou que se construíssem prédios e lhes dessem o nome de ‘igrejas’...

Porquanto, quando alguém afirma que receber-se-á bênçãos de DEUS por ser dizimista ou ofertante aos lugares apelidados de ‘igrejas’ simplesmente está mentindo!!

DEUS em CRISTO não há de abençoar ninguém em razão de se entregar dinheiro nas mãos das autoridades eclesiásticas ou homens religiosos [pastores, bispos, missionários, padres, médiuns, apóstolos]; não há ordenança divina de que sejamos atrelados aos homens religiosos para receber bênçãos.

Tolice é crer que, se entrega dinheiro em forma de dízimos, ofertas voluntárias, alçadas ou seja lá o termo que for, para receber (barganhar) bênçãos de DEUS ou resolver problemas desta vida terrena...

É meninice de a fé crer que DEUS irá se comover em função de simplesmente se entregar dinheiro nos lugares apelidados de ‘igrejas’...

São tolos inconsequentes os que dizem ser dizimistas fieis em lugares apelidados de ‘igrejas’ e que sumariamente são abençoados por DEUS...

DEUS já nos provou o Seu infinito amor e misericórdia quando nos deu Seu FILHO Unigênito, Seu FILHO Amado [João 3.16,17], que sofreu em amargura, morrendo na cruz do Calvário [Filipenses 2.8], cravando assim a lei da Antiga Aliança com Israel, para consumar, não ab-rogando, mas cumprindo a lei e os profetas [Mateus 5].

E mesmo DEUS nos dando Seu FILHO, pelo sofrimento vicário e morte, os dizimistas e ofertantes de lugares apelidados de ‘igrejas’ ainda querem mais, são lobos vorazes pelas coisas desta vida, menosprezam o amor de DEUS pela barganha de bênçãos materiais, desprezam as coisas espirituais em CRISTO pelas benesses!!

Benesses
1 O que vem sem trabalho; 
2 Pechincha; 
3 Pé-de-altar.
Em verdade, os dizimistas e ofertantes em lugares apelidados de ‘igrejas’ realmente recebem as coisas materiais deste mundo pela fidelidade, não de DEUS, mas do diabo, afinal, a Palavra de DEUS [contida na Bíblia] assim nos assevera que os reinos e o mundo esta nas mãos dele:


Novamente O transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.
E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.” [Mateus 4:8,9]


Os verdadeiros adoradores esperam em CRISTO somente uma única promessa: a vida eterna [1João 2.25].

Os verdadeiros adoradores não acumulam riquezas nesta vida material, em carne, porém, são fieis quando ofertam a DEUS e a Sua obra, dando aos pobres, conforme está escrito: “Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre” [2Coríntios 9.9; Salmos 112.9].


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.



Um comentário:

Presbítero Santos disse...

Irmão James,
Realmente, a entrega de dinheiro nas mãos de homens e esperar bênçãos de D'us é uma das maiores tolices da religiosidade da raça humana em todos os tempos.
pb Santos.