Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.jun.2017, Hebreus 4

Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, JESUS, FILHO de DEUS, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
[Hebreus 6.20; 1.2-3; 8.1; 9.24; 10.12]
Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
[2Coríntios 5.21; João 8.46; Hebreus 7.26; 2.17-18]
Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.
[Efésios 3.12; Filipenses 4.6-7; Êxodo 25.17-22; Levítico 16.2; 1Crônicas 28.11]

[037408]

outubro 21, 2015


Santidade mórbida evangélica

[031940] - edited


Há anos, somos testemunhas do muito que se apresenta nos púlpitos, ou palanques, ou palcos evangélicos, onde alguém trajando vestimenta executiva, profere palavras, sempre de ordem, outras, aquelas que-muitos-querem-ouvir...

Vezes por outra, desfilam certa santidade que, incontestável, somente trazem certo alivio momentâneo às almas cansadas, mas que, no retorno de volta em seus lares, desaparecem.

Muito nos têm ensinado o SANTO ESPÍRITO para que sigamos a paz para com todos a nossa volta, no intuito a que, buscando também a santificação, há de se contemplar a glória do SENHOR!

Entretanto, neste pequeno substantivo feminino, paz, onde há ausência de lutas, violências, ou conflitos entre pessoas, encontramos na grande maioria no meio, pelos que, dizendo-se ser povo de DEUS, falta de sossego, desunião, ausência de serenidade, inveja, pelejas, contendas, intranquilidade de alma!

Por consequência, há falta santidade!

Neste sentido, quando se adentra em alguns templos, a situação torna-se caótica, milhares travestidos de santos, cantarolando musicas em letras religiosas, numa perca frenética de um tempo gasto na busca a coisas materiais futuras, muitos trocando suas próprias personalidades em prol de se mostrarem santificados e salvos em vestimentas ridículas como se assim estivessem nos céus;

Porém, quando se está do lado de fora destes mausoléus religiosos evangélicos, a situação de cada indivíduo toma outra direção: invejas, ódios, desconfianças, iras, ciúmes;

Pisam por cima de quem quer que seja, no intuito de promoção pessoal, título episcopal, ou posição de destaque, muitos na ambição do título eclesiástico e de alguns estrumes de carteirinhas ou credenciais.

Há uma santidade divulgada, atrelada à padrões religiosos, tradições e proibições, isto-pode-aquilo-não, passam por cima da Palavra de DEUS [contida na Bíblia], com imposições, criação de maldições, fixação de percentuais do quando cada qual deve ou não ofertar ou contribuir sendo contrários ao contribuir com alegria, e com suas maneiras de tradições e doutrinas humanas!

Sejamos como o SENHOR nos tem chamado, crentes, movimentos à parte (Pentecostal? Calvinista? Luterano? Evangélico?), mas, a Palavra de DEUS é soberana, pois, também assim pensavam outrora:

Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado... que há contendas entre vós... cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de CRISTO. Está CRISTO dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?

Assim, aos coríntios, Paulo, escreveu em meados dos anos 50, e que por certo aquela localidade em particular já se carregava em contendas, em dissensões, ajuntavam não para melhor, mas para pior, e em muitas heresias.

O que diremos, pois, de nosso tempo presente??

Seria esta a santidade que nosso Amado SENHOR nos requer??

Estão perdendo tempo pela suposta maneira santa que se apresentam??!!


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém. .
.
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Sim e Esta Santidade Mórbida Leva e Gera Morte, Veja A Sua Volta.