Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.jun.2017, Hebreus 4

Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, JESUS, FILHO de DEUS, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
[Hebreus 6.20; 1.2-3; 8.1; 9.24; 10.12]
Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
[2Coríntios 5.21; João 8.46; Hebreus 7.26; 2.17-18]
Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.
[Efésios 3.12; Filipenses 4.6-7; Êxodo 25.17-22; Levítico 16.2; 1Crônicas 28.11]

[037408]

dezembro 01, 2015


Se DEUS não fala, os religiosos inventam

[032320]

.
A Palavra de DEUS é cristalina quanto aos que inserem ou subtraem algo de Sua Revelação [Apocalipse 22].

Mas, existe uma casta, uma raça de víboras de religiosos que não mede esforços para os seus desejos, e para isto, inventam o que querem, não importando o que diz a Palavra de DEUS [contida na Bíblia]; fazem o evangelho de CRISTO ficar ultrapassado.

Há duas vertentes predatórias que se tornam primordiais aos vassalos da religiosidade, aos que fazem das religiões em empresas fomentadoras de finanças, ao enriquecimento ilícito com a Palavra, à sujeição de pessoas incautas e inconstantes que apenas buscam servir aos homens travestidos de lideranças eclesiásticas, apenas usam de DEUS:

A 1ª vertente predatória, diz respeito a imposição de obrigar as pessoas a se enclausurarem ou frequentarem assiduamente os templos ou locais apelidados de 'igrejas', a igreja instituição, e religiosos evangélicos, católicos e outros afins dizem:
Aquele que deixar de participar dos cultos na 'igreja'  (local físico) está perdendo algo em sua vida espiritual. Deixar de reunir-se é uma atitude arrogante
"extra ecclesiam nulla salus" – fora da igreja (instituição religiosa criado por homens) não há salvação
Eis a prepotência religiosa, insinuam que reunir-se é somente em templos apelidados de igrejas e para isto deturpam o contexto de Hebreus 10.25; esta faceta da obrigatoriedade de se estar em templos é a forma pela qual as lideranças eclesiásticas difundem suas heresias, crendices, sofisma, dogmas, fantasias, mentiras, tradições; os templos são a forma pela qual as lideranças espirituais usam como argumento capcioso com que pretendem enganar, criaram a doutrina denominacional.

Contra esta mentira institucionalizada, o evangelho nos diz que, até quando estamos sós, o SENHOR nos ouve [Mateus 6], e quando nos reunimos estando apenas dois ou três, Sua presença nos é agracia, onde quer que estejamos, tão somente se estivermos reunidos em Seu nome [Mateus 18], portanto, toda sorte de bênçãos nos será derramada, como revelações de DEUS, exposição da Palavra;

Por que a verdade de DEUS nos testifica que congregar está relacionado ao convívio em torno do SENHOR JESUS; estaremos congregando, tão somente se estivermos reunidos em CRISTO, independente da outorga de quem quer que seja, com ou sem um pastor humano, em qualquer lugar, na rua, na praça, no lar.

A 2ª vertente predatória, diz respeito a obrigatoriedade de contribuições financeiras aos religiosos...

Jesus nos ensina a amar o próximo e auxiliá-lo [Mateus 25], que devemos ajudar aos pobres e necessitados com nossas dadivas [1Coríntios 16; 2Coríntios 8], inclusive pregar-lhes a Palavra, e em assim fazendo, seremos bem aventurados;

Então aparece os espertinhos avarentos querendo receber dinheiro para as 'suas igrejas' e inventando que o cristão deve entregar dinheiro, dizendo:
JESUS não determinou de forma direta a obrigatoriedade em dar-se 'os dízimos' aos participantes da Nova Aliança... levando-nos a entender que é uma bênção que se estende aos cristãos”...
Realmente, é isto, homens que usam de DEUS para ganhar dinheiro, afirmando que JESUS não determinou, mas eles 'entendem' (acham??) que os outros devem dar dízimos e conforme a Lei mosaica. Notem que, o “achismo” é a base de religiosos!

Como se não bastasse, ainda há os que, dizem:
A palavra 'dízimo' não é usada de forma direta nas instruções à igreja sobre o assunto, no entanto é bom lembrar que a omissão não invalida a doutrina e nem o Novo Testamento se destinava a ser o instrumento único que vai estabelecer as doutrinas válidas da igreja.
Notem como são hipócritas os fundamentalistas dos dízimos, afirmam que o dízimo não é usado de forma direta em instruções para as igrejas, e que há omissão por parte de DEUS quanto ao dizimar, e que o Novo Testamento não é instrumento único para as doutrinas das igrejas;

Este é o cúmulo da arrogância religiosa, pois, as bases da igreja gentílica foram estabelecidas pelos apóstolos de CRISTO [Efésios 2]; Paulo inspirado pelo ESPÍRITO SANTO, deixou epístolas neste sentido, e isto somente encontramos em o Novo Testamento, então, as lideranças eclesiásticas afirmam que não se pode usá-Lo como forma única de instrução a Igreja.

Devemos por amor a DEUS e ao sofrimento vicário de JESUS, entender que, as bases do Antigo Testamento foram para o povo de Israel através da Antiga Aliança, e as bases da igreja gentílica são a Nova Aliança (em o Novo Testamento) que JESUS firmou na cruz do Calvário.

Sigamos o exemplo dos bereanos [Atos 17], meditando nas Sagradas Escrituras e orando [Daniel 10], buscando somente a vontade de DEUS [Romanos 12.1-2], não nos permitindo ser orientados por homens e suas religiões, mas, buscando orientação do ESPÍRITO SANTO, e a “unção que vós recebestes dELE, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a Sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como Ela vos ensinou, assim nELE permanecereis[1João 2];

Devemos fazer uso da Palavra para a glória de DEUS, e muitos assim não o fazem, por isso, JESUS afirma que, muitos “são chamados, mas poucos escolhidos[Mateus 22] e, nesta questão há alguns que a si se chamam!!

Por fim, parece-nos que os religiosos (autoridades espirituais ou lideranças eclesiásticas) querem instruir a DEUS e ensinar-Lhe o que se deve fazer na obra deles, como questiona Paulo em 1Coríntios 2, “Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-Lo?


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.
.

Nenhum comentário: