Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.mar.2017, Mateus 18

Porque o FILHO do homem veio salvar o que se tinha perdido.
[Lucas 19.10,56; Mateus 9.12-13; 10.6; 15.24]
Que vos parece? Se algum homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não irá pelos montes, deixando as noventa e nove, em busca da que se desgarrou?
[Lucas 15.4-7; Ezequiel 34.12; Mateus 21.28; 1Reis 21.17]
E, se porventura a acha, em verdade vos digo que maior prazer tem por aquela, do que pelas noventa e nove que se não desgarraram.
[Salmos 147.11; Isaías 53.11; 62.5; Jeremias 32.37-41]
Assim também não é a vontade de vosso PAI, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca.
[João 17.12; Isaías 40.11; Zacarias 13.7; Mateus 5.16]

[036400]

novembro 08, 2012

As “igrejas” não ensinam, produzem normas e regras religiosas.

[19633]

Ao longo dos tempos, muitas são as instituições religiosas com placas de ‘igrejas’ elaboradas e fundadas por homens, cada qual delimitando seu arraial, forjando a própria teologia existencial, criando regras, normas, usos, costumes...
... delimitam o clero patriarcal, do qual somente os familiares e mais chegados ao fundador e presidente da instituição poderá chegar ao estrelato do púlpito, a unção manipulada.

A exemplo dos escribas e fariseus que criaram um sistema complicado de ensinamentos conhecido como a "tradição dos anciãos" [Mateus 15.1-9] , os fundadores das instituições "igrejas", vão criando ao longo dos tempos seus emaranhados sistemas religiosos, onde aprisionam os incautos e meninos na fé, e os que acham que serão servidos por Deus em troca de dinheiro.

Instituições religiosas com placas de ‘igrejas’
1 as “igrejas”
2 igreja instituição
3 lugares apelidados de ‘igrejas’
4 denominações ou congregações ou comunidades evangélicas
5 igrejas evangélicas, católica
6 sistema religioso, cristianismo, religiões

É de extrema importância que as pessoas que frequentam os lugares apelidados de ‘igrejas’, firmem-se somente pelo evangelho de Cristo, sabendo que, é necessária a vida de comunhão;

Porém, a comunhão ou união entre irmãos em Cristo ocorre em qualquer lugar; não importa onde nos reunimos ou onde vivemos;

Professamos com nossas bocas a Cristo como Senhor e Salvador e cremos que Deus O ressuscitou dentre os mortos [Romanos 10], somos pela misericórdia divina pertencentes a Igreja de Deus, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso [1Coríntios 1]; nota-se porquanto que, não são necessários lugares apelidados de ‘igrejas’ para se viver em comunhão.

Por apresentar como desigrejado, criticam por ter-me retirado da ‘igreja’ (lugares apelidados de ‘igrejas’); todavia, não me retirei, e muito menos desisti de Cristo; apenas virei as costas para aquilo que não mais vale a pena que eu dê importância...

Pela Palavra de Deus [contida na Bíblia] entendi que a oração é extrema importância para o crente; contrário a isto, nas “igrejas”, a maior preocupação são as finanças e, esse problema as inquieta, dando sempre ênfase total as contribuições...

A maioria dos frequentadores dos lugares apelidados de “igrejas” diz ser tão boas; mas o são por almejar alguma recompensa, e temem o castigo de Deus...

Pela Palavra de Deus, somos ordenados por Cristo a procurar (buscar) os pecadores; entretanto, os lugares apelidados de “igrejas” criaram a crendice de que se devem levar os pecadores as “igrejas”...

Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.
Amém.
[Mateus 28]

Quanto ao tema título, os lugares apelidados de ‘igrejas’ não trazem ensinamento baseado na simplicidade do evangelho para salvação de almas;

Um exemplo clássico, é a imposição religiosa, marca registrada da liderança evangélica (no caso das “igrejas” ou denominações ou comunidades evangélicas); tornou-se obrigatório que o membro destes lugares tenha sua presença assídua; criou-se a crendice de que somente nestes lugares é que se vive a comunhão.

Milhares de evangélicos acreditam na asneira de que seus pastores são “ungidos” e que dão “cobertura espiritual”; acreditam em tudo o que é dito por seus lideres religiosos;

Milhares de evangélicos rompem com suas famílias e amigos em função de seus lugares apelidados de ‘igrejas’ e da religião evangélica;

Milhares de seguidores das religiões, estão se distanciando de Deus em função de seguirem aos homens com títulos da nobreza eclesiástica [pastores, bispos, missionários, após“tolos”, blá, blá, blá] e aceitarem tudo o que estes homens dizem ou fazem.

Deus não importa se você bebe uma cerveja ou vinho...
se tem um gênero musical ♫ ♪ ♫ de preferência que não sejam as patéticas músicas evangélicas ou gospel...
se você assiste a um jogo de futebol e não assiste ao desdém por ridículo ou exagerado dos programas evangélicos da tvs e das rádios...
se tem uma tatuagem... não, nada disto incomoda a Deus!

No entanto, a potente mão de Deus há de pesar contra aqueles que não demonstram amor ao seu próximo, que viram as costas para um mendigo, que vivem em desavenças com vizinhos, que não procuram aos pecadores mas, aos que encontra, os induzem ao matadouro espiritual dos lugares apelidados de ‘igrejas’...


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.


.

Nenhum comentário: