Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 10.jul.2017, Mateus 5

EU, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bem-dizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; [Lucas 23.34; 6.27-28; Atos 7.60; Romanos 12.14; 1Pedro 3.9; Salmos 7.4]
Para que sejais filhos do vosso PAI que está nos céus; porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. [Lucas 6.35; Atos 14.17; Mateus 5.9; Jó 25.3; Salmos 145.9]
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? [Lucas 6.32-35; Mateus 6.1; 9.10-11; 11.19; 18.17]
E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? [Mateus 5.20; Lucas 6.32; 10.4-5; 1Pedro 2.20]
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso PAI que está nos céus. [Levítico 19.2; Colossenses 1.28; Gênesis 17.1; Deuteronômio 18.13; Lucas 6.36]

[037478]

setembro 06, 2010

Bíblia, única regra de fé e prática

.
Nós somos um povo do Livro. Nós conhecemos Deus pelo Livro. Nós encontramo-nos com Cristo no Livro. Nós vemos a cruz no Livro. Nossa fé e amor são estimulados pelas gloriosas verdades do Livro. Nós provamos a divina majestade da Palavra e estamos convencidos de que o Livro é a inspirada e infalível revelação escrita de Deus. Portanto, o que o Livro ensina é importante...

Não há salvação do pecado, da culpa, da condenação e do inferno fora da fé em Jesus Cristo [Atos 4.12; Romanos 10.13-17; 1 João 5.12]. E não há nenhuma outra autoridade além das Escrituras para lhe mostrar quem é Cristo e dar-lhe as Palavras dEle. Portanto não abandonem a Bíblia, crianças. Não abandonem a Bíblia, jovens. Não negligenciem a Bíblia, pais e mães. Não ignorem a Bíblia, solteiros. Abaixo de Deus, os "escritos sagrados", as Escrituras, são o maior tesouro no mundo. Só elas nos tornam sábios para a salvação através de Cristo. Oh, não negligenciem este Livro!
” - John Piper.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.
.

Nenhum comentário: