Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 10.jul.2017, Mateus 5

EU, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bem-dizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; [Lucas 23.34; 6.27-28; Atos 7.60; Romanos 12.14; 1Pedro 3.9; Salmos 7.4]
Para que sejais filhos do vosso PAI que está nos céus; porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. [Lucas 6.35; Atos 14.17; Mateus 5.9; Jó 25.3; Salmos 145.9]
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? [Lucas 6.32-35; Mateus 6.1; 9.10-11; 11.19; 18.17]
E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? [Mateus 5.20; Lucas 6.32; 10.4-5; 1Pedro 2.20]
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso PAI que está nos céus. [Levítico 19.2; Colossenses 1.28; Gênesis 17.1; Deuteronômio 18.13; Lucas 6.36]

[037478]

janeiro 30, 2012

... aí estou eu no meio deles!!

[11840]

As palavras de amor de nosso Senhor e Salvador nos fortalecem dando a certeza que estará conosco todos os dias, até a consumação dos séculos, consolando acerca das coisas que nos afligem neste mundo. Jesus nossa Rocha firme. Amém.

Há de ressaltar que, a presença de Cristo, depende tão somente de nós mesmos, está na perseverança em nos firmar nEle, o ápice da rica esperança.

Viver em comunhão, uns com os outros, os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso, depender-se-á sempre se for em o nome do Salvador, pois que, foi por esta atitude em amor que nos afiança em veracidade as palavras divinas, por que, diz, “onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” [Mateus 18].

Necessitamos com urgência de nossa dependência em Cristo;

Nossa união, exclusiva, em o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, firma-se em todo instante com nossos irmãos, pessoalmente, e em nada diverge, em espírito.

Mas, em atitude infeliz, a maioria das instituições religiosas com placas de igrejas, tem um mover-se ou estender-se em direções diferentes a partir do ponto da comunhão em Cristo entre os membros;

Criaram-se formas litúrgicas que distanciam os irmãos, pois que, muitos centralizam a união ou reunião, o congregar, chamada de “culto”, como forma de entretenimento, há um extenso espaço para músicas (chamadas de louvor), discursos inflamados por lideres dando ênfase ao crescimento da prosperidade material na barganha dizimista ou ofertas (por pagamento em boletas, cartões de créditos)...

... a reunião dos cristãos mudou a ideia ou o propósito divino em função do local ter uma placa de “igreja” ou por razão do pregador, mas não em torno do nome do Senhor Jesus.

O êxtase religioso é a forma da maioria dos evangélicos em dizer que se sentem bem dentro de uma denominação (instituições religiosas com placas de igrejas), desprezam o congregar em comunhão em espírito em troca de uma realidade distanciada dos princípios da unção do Espírito Santo.

Tenhamos a certeza que nos importa tão somente que nossa comunhão (em espírito), ou reuniões, sejam pela razão, meio e fim de ser e estar em o nome de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, e é por este fundamento que assim Ele nos agracia.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses da Igreja que Cristo edificou.

.

Nenhum comentário: