Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 12.set.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o Meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]
E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas e na casa de seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.
[Amós 6.6; Êxodo 22.26-27; Deuteronômio 24.12-17; Juízes 9.27; Isaías 57.7]
Não obstante EU ter destruído o amorreu diante deles, a altura do qual era como a altura dos cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima e as suas raízes por baixo.
[Malaquias 4.1; Números 13.32-33; 21.23-25; Jó 18.16; Gênesis 15.16]

[038035]

março 09, 2012

As comunidades em torno de Cristo, e, as igrejolas, locais com placas de “igrejas”

[12930]

As histórias bíblicas são de suporte para nos fortalecer no cotidiano, na busca da santidade, no amor ao próximo, no reino de Deus; muito embora, não sermos merecedores da glória, o SENHOR é um Deus de infinita misericórdia, caso contrário, seríamos consumidos [Lamentações 3].

Testificam-nos as Sagradas Escrituras, que o filho de Davi, Absalão, desejou ser juiz na terra e que todo homem fosse a ele [2Samuel 15], para tanto, furtava Absalão o coração dos homens de Israel; em uma investida, disse ao rei:

Deixa-me ir pagar em Hebrom o meu voto que fiz ao SENHOR”.

Entretanto, em sua ida, Absalão convidou duzentos homens, porém, estes iam em simplicidade, e nada sabiam daquele negócio; pois bem, é justamente este o tipo de história que estamos acostumados a encontrar na maioria dos lugares com placas de “igrejas”, o ciclano funda uma tal instituição, todo humilde, cheio de piedade, discursos inflamados, e depois?
- Cresce como uma erva daninha em horta de hortaliças, torna-se o amado, desejo dos incautos e inconstantes miseráveis que buscam ter uma vida de regalias, que jamais pensam no próximo, somente buscam as coisas que vislumbram o próprio ventre, as soluções (que nunca chegam) de problemas familiares ou amorosos, financeiros (que nunca são resolvidos, porém, enriquecem seus lideres)...

E porque (evangélicos) defendem estas denominações religiosas (lugares como outro qualquer com placa de “igreja”)??

Por que, tornaram-se dependentes dos discursos religiosos e não da Palavra de Deus (em especial os televisivos, por que são preguiçosos e não querem buscar a Verdade)...

... por que quando saem de casa, somente peregrinam aos “templos”, tornaram-se dependentes de locais com placas de “igrejas” e não de Cristo [João 15.5]...

... por que como preguiçosos, leem de tudo, menos as Sagradas Palavras, tornaram-se dependentes de livros religiosos e de escolas(??) bíblicas em lugares com placas de “igrejas” e não do ensino do Espírito Santo [Jeremias 29.13; 1João 2.27]...

... enfim, tornaram-se ouvintes de asneiras religiosas; vivem pela crendice na mentira de que Deus fará o que o tolo palestrante (pastor, padre, médium) afirmar...

E é por estas atitudes que a Palavra de Deus afirma que a maioria dos frequentadores dos locais com placas de “igrejas” são mulas e cavalos [Salmos 32.9], mesmos por que, nestes locais é ensinado aos membros que não ouçam, não veem e não escutem a Verdade (como A que os crentes desigrejados têm denunciado), por que nas igrejolas somente é aceito o que o bastardo do “líder” diz... ou “cospe” do palco religioso, por que as lideranças das instituições religiosas com placas de "igrejas", exigem de seus membros:

- Não
enxergar, não ver nada do que as lideranças fazem...
- Não falar nada diante as atitudes errôneas dos lideres eclesiásticas (e que todos tem conhecimento)...
- Não escutar aos que denunciam as atrocidades das lideranças eclesiásticas...

Liderança eclesiástica: donos de locais com placas de “igrejas"; pastores, bispos, apóstolos, presbíteros, padres, médiuns, blá, blá, blá... (ou seja, a maioria dos que dizem ter títulos religiosos)!



Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses da Igreja que Cristo edificou.

.

Um comentário:

Presbítero Santos disse...

Paz, graça e amor, irmão James.

Verdade absoluta este seu texto, precisamos com urgência viver o que propõe a simplicidade do evangelho como Cristo nos ensina através do Espírito Santo e não em discursos religiosos!!

Deus o abençoe.

pb Santos.