Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 14.abr.2017, Jeremias 18

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
Não poderei EU fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na Minha mão, ó casa de Israel.
[Isaías 64.8; 45.9; Mateus 20.15; Jeremias 18.4; Daniel 4.23]
No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir,
[Jeremias 1.10; 12.14-17; 25.9-14; 45.4; Amós 9.8]
se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também EU ME arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.
[Jeremias 26.3,13; Ezequiel 18.21; Juízes 2.18]

[036789]

março 17, 2012

Dízimos, pecúlio alheio

[13161]

As veredas das denominações evangélicas, ou igrejolas, a maioria das instituições religiosas com placas de igrejas (igrejas evangélicas, ou quaisquer outras), têm feito a cada dia mais presas, ou sustentáculos de homens religiosos; por que a maioria trabalha de sol a sol para sustentar as ambições de um clero mesquinho, avarento e ambicioso...

Caso que, contrários ao que é exposto, sou um herege, rebelde, mas, pouco me importo com os adjetivos que recebo, importa-me relatar a Verdade que liberta, e livrar multidões de homens religiosos que ensinam e recebem dízimos.

Quando falamos de pecúlio, entende-se que é a reserva de dinheiro disponível que uma pessoa acumula aos poucos, como resultado de seu trabalho e economia;

Pois bem, é isto que os pastores que estão ficando ricos apresentam em suas vidas?
Não, definitivamente, não!!

A maioria funda sua instituição religiosa, coloca uma placa de “igreja”, faz um curso de “teologia”, ensaia a oratória, arruma uma meia dúzia de mentirosos que contam “milagres”, e pronto.

Porquanto, não seja o tolo da vez!
Entregar dízimos em lugares com placas de “igrejas” não tem respaldo bíblico, somente tolos entregam dinheiro nas mãos de homens e esperam que Deus os abençoe, por que isto não foi ensinado por Cristo e nem pelos apóstolos bíblicos...

Apóstolos bíblicos já partiram para o Senhor (morreram há uns dois mil anos, o apostolado foi para aqueles que testemunharam desde o batismo de João até ao dia em que Jesus Cristo foi recebido em cima, e da sua ressurreição, conforme os requisitos de Atos 1), o resto dos apóstolos que encontra-se em nosso tempo, não existe, é somente um outro título como forma de se dizer mais importante que os outros, e diante de Deus ninguém é mais ou menos importante, todos somos iguais.

... mas, se alguns quiserem dizer que Deus abençoa quem é dizimista por que entregam dinheiro em igrejolas, a maioria das instituições religiosas com placas de igrejas, afirmo com respaldo bíblico de que isto não ocorre, por que, o diabo tentou Jesus no deserto e mostrou todos os reinos do mundo e a glórias deles, dizendo: “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares” [Mateus 4]...

... portanto, não se recebe nada de Deus somente por que entregou dinheiro nas mãos de homens religiosos, ou com títulos de pastores, bispos, apóstolos, padres, médiuns.

Devemos sim, ter boas obras, ajudar ao próximo com as dádivas que Deus nos tem abençoado, e aliás, não espere ficar rico e muito menos resolver seus problemas financeiros pela razão de ser dizimista em igrejolas, a maioria das instituições religiosas com placas de igrejas (igrejas evangélicas, ou quaisquer outras), soluções aparentes são passageiras e logo vem a tempestade!!

Deus nos amou de tal maneira, que nos deu Seu Filho Amado, que foi vituperado, esbofeteado, cuspiram em Seu rosto, cravaram uma cruz de espinho em Sua cabeça, pregaram-No num madeiro, e Ele morreu para nos trazer salvação... e tem gente que vai para as igrejolas entregar dinheiro nas mãos de quem deveria ensinar sobre o sofrimento vicário de Cristo, e ainda quer ficar rico!!


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses da Igreja que Cristo edificou.

.

Um comentário:

Presbítero Santos disse...

Amor, paz, esperança, graça, irmão James,

Em verdade, os "dízimos" apesar de serem parte constante da Palavra de Deus, não são usados conforme a sã doutrina nos ensina, pois, como você diz, nas "igrejolas" ou instituições religiosas com placas de igrejas, os dízimos são deformados, onde meia dúzia de religiosos que, pela esperteza e no engano e conhecimento não para salvação, distorcem passagens e versículos bíblicos, usando dos dízimos para enriquecer, nada mais que isto!!
(Como diz o ditado: "a cada dia sai um trouxa de casa")

Deus o abençoe.

Pb Santos