Adoradores...

setembro 25, 2011

Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

.
Choca-me em ‘apreciar’ uma imagem como esta, e isto existe em este nosso mundo atual, globalizado, ligado em segundos de um lado ao outro, com tantos de milhares se dizendo ministros de Deus, lugares com nome de ‘igreja’ lotados...

Mas, o Filho de Deus esvaziou-se da glória, do Pai, e como disse o apóstolo João, “se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a Sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”;

E, por todo o evangelho, o ministério terreno de Jesus foi baseado em amor, amor, e amor, não tinha onde reclinar a cabeça [Mateus 8; Lucas 9], e mesmo assim, deu-se a todos, não veio passar a mão na cabeça de ninguém, não veio “chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento” [Lucas 5];

Entremeado de passagens ricas em detalhes de tudo quanto promoveu Jesus na terra, nada além de amor, foi sem dúvida alguma, pelo ensinamento divino e não de homens, que, tudo quanto Jesus nos ensinou, pois, “conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele” [1João 4].

Porém, muitos têm negligenciado este amor divino, e crêem que Deus tem por obrigação de abençoar “alguns” simplesmente pelo fato de dizerem que são isto ou aquilo, pertencem a este ou aquele segmento religioso...

E, em verdade, ser isto ou aquilo (evangélico ou não, batista ou assembleiano, etc), frequentar isto ou aquilo (Renascer, IURD, Internacional da Graça, AD, etc), definitivamente não justifica ter amor, a Palavra de Deus não aprova como amar ao próximo!!

Mas, a Palavra de Deus nas palavras inspiradas pelo Espírito Santo, nos questionam, e é isto que precisa ser ensinado a todos aqueles que dizem servir a Deus, porque se assim não praticarem, perdem o tempo de se disserem servos de Deus:

Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus?” [1João 3]

É simples e verdadeiro de que não conhecemos a Deus por nossos processos, sejam por dedução, adivinhação ou achando, mas, Deus é quem se revela a nós!!!

Pense nisto:

Há ‘pastores’ gastando milhões e milhões com congressos, viagens, shows, na compra de bens materiais, na construção de prédios suntuosos chamados de ‘templos’ (como é o caso do Edir), como também, muitos pedindo a Deus coisas materiais e em nenhum momento se preocupam (nem que seja em orações) com as milhares de gentes que padecem por um bocado de pão nesta nossa geração corrompida e perversa!!!

E digo mais, esta geração corrompida e perversa é a mesma que se diz seguir uma religião (como o ‘cristianismo’, tanto católica, como evangélica).


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.

.
[7837]

Nenhum comentário: