Adoradores...

Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.mar.2017, Mateus 18

Porque o FILHO do homem veio salvar o que se tinha perdido.
[Lucas 19.10,56; Mateus 9.12-13; 10.6; 15.24]
Que vos parece? Se algum homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não irá pelos montes, deixando as noventa e nove, em busca da que se desgarrou?
[Lucas 15.4-7; Ezequiel 34.12; Mateus 21.28; 1Reis 21.17]
E, se porventura a acha, em verdade vos digo que maior prazer tem por aquela, do que pelas noventa e nove que se não desgarraram.
[Salmos 147.11; Isaías 53.11; 62.5; Jeremias 32.37-41]
Assim também não é a vontade de vosso PAI, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca.
[João 17.12; Isaías 40.11; Zacarias 13.7; Mateus 5.16]

[036400]

abril 08, 2011

Massacre no Rio de Janeiro – Estamos de luto!

.



Infelizmente o homem é o animal mais perigoso que existe!




.

2 comentários:

Fruto do Espírito disse...

Realmente é muito triste e lamentável a tragédia ocorrida na Escola do Rio de Janeiro.
Quanto ao homem ser o animal mais perigoso, creio que deveríamos levar em consideração a ação de satanás neste mundo, usando as criaturas de Deus para o seu propósito: (matar, roubar e destruir). Porque o homem sem Deus, é presa fácil para o diabo, contudo não está isento de responsabilidade, pois o mesmo tem
o livre arbítrio para ser liberto do mal, através de Jesus Cristo, Senhor e Salvador Nosso. "Porque, a nossa luta não é contra o sangue e a carne e sim contra principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." (Ef6.12)
"Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;" (IPe 5.8)

Jesus está voltando, eis aí os sinais...

Convido a visitar meu blog.

http://frutodoespirito9.blogspot.com/

***Shalom***

fabina disse...

querido o homem não é um animal e sim a imagem e semelhança de Deus;o homem se torna semelhante ao diabo quando usado por ele (diabo)para roubar,matar e destruir.